Professora pede coleta de sêmen de alunos em aula

A professora Adriana Guimarães, do Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Pará (UFPA), causou constragimento aos alunos do primeiro ano do curso de Biologia, no último dia 3. Durante a aula da disciplina Células e Moléculas, os alunos foram ‘convidados’ a coletar sêmen para estudos no microscópio. Com um tubo de ensaio na mão, um grupo de estudantes teve que se dirigir ao banheiro para a coleta, enquanto as alunas ficaram esperando na sala de aula. Dois dos estudantes que se recusaram a fazer o procedimento foram hostilizados pela professora. O empresário Ronaldo Mesquita, pai de uma aluna de 17 anos, pretende acionar os meios legais contra a universidade.

Segundo o empresário, alunos do segundo e terceiro ano afirmam que essa é uma situação corriqueira no curso, adotada por alguns professores, normalmente no primeiro semestre. ‘Não foi constrangedor só para a minha filha. Os dois estudantes que não queriam participar ouviram da professora que ‘faziam isso todo dia, então porque não queriam fazer lá, para estudos?’ Uma exigência completamente absurda, porque cada pessoa tem uma criação e uma educação diferentes, e nem todo mundo está disposto a se expor dessa forma’.

Outro aspecto que deve ser levado em consideração: a saúde e a segurança dos alunos, já que o uso de sêmen para fins acadêmicos, de pesquisa ou de fertilização assistida, deve ser fornecido às universidades por meio de bancos de sêmen que operem dentro das normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que determina regras rígidas de higiente e segurança definidas pela Resolução da Diretoria Colegiada (RDC Nº 33), de 17 de fevereiro de 2006, que dispõe sobre o funcionamento dos bancos de células e tecidos germinativos. Pela RDC/Anvisa 33/2006, além de atender às exigências legais para a sua instalação e funcionamento, os bancos de coleta de sêmen devem trabalhar com doadores anônimos e voluntários, no caso de coleta para estudos ou fertilização.

Entre as normas da RDC33/2006, estão a garantia de qualidade no processo de seleção de candidatos à doação de células e tecidos germinativos. Depois disso, os doadores devem assinar um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, dentro de modelo padronizado pela legislação vigente. Os bancos devem ainda responsabilizar-se pela realização dos exames laboratoriais necessários ao material coletado, para evitar riscos de contaminações de receptores e pessoas que de alguma forma necessitem manipular o material coletado, e utilizá-lo somente para os fins previstos na legislação.

Além da situação inusitada, é de conhecimento público a inexistência de condições mínimas nos banheiros da UFPA para que sejam feitas coletas de sêmen com segurança, dentro das normas sanitárias e de prevenção à saúde para evitar contaminações. No final da tarde de ontem, a assessoria de imprensa da UFPA tentou localizar a professora, mas ela não se encontrava no Departamento de Biologia, que funciona de 8 às 16 horas.

Via O Liberal.

About these ads

10 Respostas to “Professora pede coleta de sêmen de alunos em aula”

  1. d3rf Says:

    Huahuiahuahua … Q cois mais hilária ….
    htt://d3rf.wordpress.com … desculpe-me pelo jaba

  2. Kamen Rider Says:

    Se a professorinha queise-se pegar o meu semen diretamente da fonte eu não faria nenhuma objeção. ^_^

  3. Francisco Says:

    Essa prostituta deve ser demitida da escola.

  4. Marcelo Says:

    Muita frescura! Afinal, esses garotos estão dispostos a fazer ciência ou não?
    Depois de formados, alguns destes alunos, não sentirão constrangimento algum por maltratar bichinhos inocentes nos laboratórios das grandes industrias de cosméticos…
    Para com isso!!! Se acham constrangedor, mudem de curso…vão fazer engenharia, ciências da computação….

  5. Antonio Says:

    Acho isso uma tremenda bobagem, caso algum aluno foi criado recatado, cheio de pudor, procure outro curso enhenharia, ododnto etcc. pois se fosse assim essas meninas e meninos não poderia estudar veterinária, pois em algumas aulas praticas as meninas são obrigadas a segurar no menbro do cavalo m estado de ereção para recolher semem, ou até mesmo intruduzir a mão e braço dentro da vaca para ferilizar.
    Estamos no século XI, que bobagem. Manda esse pai desligar a internet onde seu filho veja todo tipo de pornografia sem pudor.
    Antonio

  6. paulo campos Says:

    SE A SAFADA QUISER MINHA BENGALA DE 18 CM,ELA PODE PEGAR TEM MUITO LEITINHO PRA ELA.

  7. Captiger Says:

    acho q a professorinha deveria ajudar na coleta do semen da rapaziada para agilizar o processo e sobrar mais tempo da aula para pesquisar!

  8. WILSON Says:

    essa vagabunda não me obrigaria á nada, se ela me hostilizasse iria ouvir o que não queria, nunca eu doaria semem, se ela quiser semem fazer boquete e engolir tudo, mandava essa puta pro inferno.

  9. diojo Says:

    SJUIOUOJLKJPOUI09IUPLKJÇL,

  10. Vinicius Says:

    Isso é um absurdo, um horror enorme. Essa professora deve ser expulsa da escola e ainda pagar uma indenização para os alunos sofridos com a humilhação. Isso fere os direitos humanos e a ética social,escolar e individual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: